Home > Destaque > Em Guapó, família pede justiça por jovem morta a facadas; ex é suspeito
Foto: Reprodução

Em Guapó, família pede justiça por jovem morta a facadas; ex é suspeito

Familiares de Francielma da Silva Conduru, de 27 anos, que morreu após ser esfaqueada enquanto dormia, em Guapó, na Região Metropolitana de Goiânia, pedem por justiça. A Polícia Militar explicou que o suspeito, que é ex-companheiro da mulher, teria invadido a casa dela e a golpeado enquanto ela dormia acompanhada de outro homem.

“Queremos que ele pague pelo que ele fez”, disse Francilene da Silva, irmã da vítima.

O caso aconteceu no último domingo (18) e até a tarde deste sábado (24), o homem permanece sendo procurado pela polícia. O g1 não conseguiu localizar sua defesa para um posicionamento sobre o caso.

Segundo a polícia, o homem que estava dormindo com Francielma sofreu uma lesão na barriga e foi encaminhado a um hospital de Goiânia. Como a identidade dele não foi divulgada, a reportagem não conseguiu solicitar seu estado de saúde atualizado.

Segundo o irmão da vítima, Francimar da Silva, ela sofria constantes ameaças do ex-companheiro. No entanto, ele explica que ela nunca comentava sobre a violência com os familiares.

“Ela não comentava nada com a família, mas colegas dela nos disseram que ela estava sofrendo agressão e ameaças de morte dele há uns seis meses”, disse Francimar.Ainda de acordo com a família, Francielma tinha três filhos: um de 13 anos, um de 12 e uma menina de 5 anos, a única que morava com ela. Os demais moravam com os parentes da mulher, no Maranhão. Segundo o irmão, atualmente a vítima se encontrava desempregada. Ele conta que o ex-companheiro, que era caminhoneiro, teria obrigado a mulher a sair do emprego para o acompanhar nas viagens. fonte: g1go

“Ele fez ela sair do serviço para acompanhar ele, mas quando ele começou a bater nela, ela se separou dele”, detalhou Francimar.

Esfaqueados

De acordo com a Polícia Militar, no domingo (18), o suspeito invadiu a casa da ex-companheira e a atacou com golpes de faca enquanto ela dormia. Após ser esfaqueada, os policiais explicam que ela correu pela rua em que mora pedindo ajuda aos vizinhos e conseguiu entrar em uma casa, local onde morreu.

A polícia ainda explicou que o homem que dormia com Francielma no momento do crime a tinha conhecido na noite anterior. A Polícia Civil afirmou que solicitou a perícia do local. O caso é investigado pela delegacia da cidade de Guapó.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.