Home > Destaque > Em Itaberaí, grupo é preso suspeito de matar mulher a pauladas, chutes, tiro e ainda atear fogo ao corpo
Foto: Divulgação/Polícia Militar

Em Itaberaí, grupo é preso suspeito de matar mulher a pauladas, chutes, tiro e ainda atear fogo ao corpo

Um grupo foi preso suspeito de matar uma mulher a pauladas, chutes, tiro e ainda atear fogo ao corpo dela, em Itaberaí, na região noroeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, a vítima era frentista e usava uniforme de um posto de combustíveis quando foi achada morta. Cinco homens foram presos e confessaram o crime. Vídeo mostra quando a mulher entrou em um carro com os suspeitos 

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia obtido contato com as defesas dos suspeitos para que se posicionem. À polícia, todos eles confessaram o crime. Um deles disse ao delegado que mataram a mulher para “vingar” a morte de um conhecido.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.