Home > Destaque > Homem é preso em flagrante suspeito de estuprar a própria filha de 12 anos em Goiás
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Homem é preso em flagrante suspeito de estuprar a própria filha de 12 anos em Goiás

Um homem foi preso em flagrante suspeito de estuprar a filha de 12 anos, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Civil, a menina foi à delegacia acompanhada da mãe e mostrou até o lubrificante íntimo que ele teria usado no crime.

Como o nome do suspeito não foi divulgado, o g1 não conseguiu localizar a defesa dele. Conforme a polícia, ao ser preso ele negou o crime e disse que deu um lubrificante íntimo à filha depois que ela o viu se masturbar.

A prisão ocorreu na quinta-feira (18), por meio da equipe da Delegacia Especializadas de Atendimento à Mulher. Conforme o relato da vítima para a polícia, ela foi abusada duas vezes. A adolescente foi encaminhada ao Instituto Médico Legal para realização de exame de corpo de delito.

“A vítima disse que na primeira vez em que o pai abusou sexualmente dela, ele fez usando um dos vibradores. Foram dois abusos que consistiram em masturbação. Os dois aconteceram quando a madrasta da criança não estava em casa”, explicou o delegado Pedro Henrique Teixeira, responsável pelo caso.

A menina, que morava com o pai e a madrasta, chegou a contar sobre o caso a uma amiga da escola e a um professor. Ela foi encaminhada ao conselho tutelar, que entregou a adolescente à mãe. Fonte: g1go

Segundo a Polícia Civil, o homem apresentou um advogado particular na audiência de custódia e a prisão em flagrante foi convertida em preventiva pela Justiça.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.